Colóquio Internacional

Envio dos textos completos

Novo prazo: 15 de janeiro de 2024

MEDINFOR VI - A Medicina na Era da Informação

18 a 20 de outubro de 2023

  Inaugurado em 2008, em Salvador da Bahia, estando a organização a cargo do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação (PPGCI) e da Faculdade de Medicina da Bahia (FMB), como parte das comemorações do bicentenário da fundação da Faculdade de Medicina da Bahia, o MEDINFOR conta já com cinco edições, tendo a última sido organizada pela UFBA e realizada em formato online, em setembro de 2020.

  A experiência das cinco edições realizadas, todas com livros publicados, certamente contribuirá para que o MEDINFOR VI continue a promover a interdisciplinaridade entre a Medicina e a Ciência da Informação, que desde a sua primeira realização tem sido uma marca identitária do evento.

  Nos dias 18, 19 e 20 de outubro de 2023, a U.PORTO e a UFBA realizarão na cidade do Porto o MEDINFOR VI, estando a organização a cargo da FLUP/CITCEM, do Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar (ICBAS) e da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP). O Colóquio conta com a participação de professores e investigadores de renome, de diversos países, das áreas da Ciência da Informação, das Ciências da Saúde, das Ciências da Computação e da Cultura, cujas especialidades são relacionadas com os diversos temas do MEDINFOR.

Temas

Neste painel pretende-se debater o papel da função de gestão da informação nas organizações de saúde e respetivos modelos de gestão adotados, colhendo contributos de estudos, de um âmbito alargado, de diversas áreas de investigação, com foco para o valor da gestão da informação na saúde:
  • Ciência e gestão da Informação nos sistemas de saúde
  • Tecnologia nos sistemas de saúde
  • Informática médica / Telemedicina
  • Sistemas de apoio à decisão em saúde
  • Saúde digital
A aplicação de Inteligência Artificial (IA) na Medicina é promissora quanto a objetivos de ganhos de qualidade e eficiência para a prestação dos serviços envolvidos. Temas e problemas em discussão neste painel:
  • apoio à decisão clínica
  • o valor humano do médico no processo de transformação da medicina pela IA
  • uso de algoritmos para análise de imagem médica
  • adoção de mecanismos de machine learning na descoberta de fármacos
  • criação de assistentes virtuais especializados para atendimento aos utentes ou para apoio aos profissionais de saúde no preenchimento de registos clínicos eletrónicos
  • apoio na pesquisa de dados relevantes nos extensos processos clínicos atuais
  • promoção da literacia em saúde
  • introdução de princípios éticos na conceção dos algoritmos e da IA
Questões a serem discutidas: Qual é o valor do médico neste panorama de mudança do mundo informacional e da I.A.? Qual é o papel da IA na Medicina e os princípios éticos na conceção dos algoritmos? Qual a relevância da IA na informação médica? Qual é a correlação das imagens com o contexto clínico e sua integração com o status dos biomarcadores, informações moleculares e outros dados informacionais biológicos e farmacológicos?

A comunicação e a divulgação científica em saúde apresentam desafios singulares de qualidade e validação da informação, considerando diversos aspetos implicados no ciclo da informação, desde a coleta ou aquisição até à sua disseminação e reutilização. Neste painel procura-se debater:

  • o papel dos repositórios de dados científicos e da ciência aberta para a comunicação
  • a divulgação científica em saúde
  • os aspetos mais controversos, patentes na comunicação em ciência natural e em ciências sociais
Este painel esteve na génese do evento MEDINFOR e parte de uma evidência de senso comum, que os estudos monográficos parecem confirmar, de que os médicos no espaço luso-brasileiro e nomeadamente nos séculos XIX e XX complementavam a sua formação científico-natural com incursões nas letras e artes, dedicando-se à literatura, à arte e a atividades humanísticas em geral. Este perfil híbrido levou a que surgisse o conceito operatório de “médico-cultural” que engloba o profissional clínico que articula, na mesma pessoa e numa mesma vida, facetas que noutras profissões de cariz fortemente técnico-científico parecem não andar tão articuladas. Questões em debate neste painel:
  • o médico-cultural é uma espécie sobrevivente ou em extinção?
  • a educação médica e o (des)incentivo à existência do médico-cultural
  • o projeto SIS médicos e suas derivações, bem como outras plataformas e repositórios digitais da informação integral de médicos ao nível mundial
  • os acervos de médico-cultural em Arquivos, Bibliotecas e Museus no espaço luso-brasileiro e em outros espaços geográficos e culturais: casos de estudo

PROGRAMA

Conferência Inaugural

João Horvat

Título: A Medicina e os desafios da Era Digital: da informação humana e social ao algoritmo

Memorial Sloan Kettering Câncer Center of New York

João Vicente Machado Horvat é brasileiro, médico, graduado pela Faculdade de Medicina de Campos, realizou residência médica em radiologia e diagnóstico por imagem pela Universidade Federal do Espírito Santo, pós-graduação em imagem mamária pelo Instituto de Radiologia da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP) e pós-graduação em pesquisa clínica pelo Memorial Sloan Kettering Cancer Center (MSKCC). Trabalhou por 8 anos no Hospital Universitário da USP e atualmente é médico do serviço de imagem mamária do MSKCC. Publicou artigos em diversos periódicos científicos, apresentou palestras em congressos e eventos médicos e é revisor de vários jornais científicos. Atualmente dedica sua pesquisa em mamografia com contraste, tomossíntese, dados multiparamétricos em ressonância magnética e radiômica.  

Keynote Speakers

Tema I - Gestão da Informação nos sistemas de saúde

Kaija Saranto

Título: Transformação digital – desafios e oportunidades na saúde

University of Eastern Finland, Kuopio Finland 

A Dra. Kaija Saranto atua como professora emérita em Informática de Saúde e Serviços Humanos (HHSI) na University of Eastern Finland. Ela atuou como diretora do programa de mestrado (primeiro “acreditado pela IMIA”) e programas de doutorado em HHSI desde o início. A pesquisa da Dra. Kaija concentra-se na análise de dados de saúde, tomada de decisão compartilhada e atendimento virtual, bem como a segurança do paciente em cooperação com colegas nacionais e internacionais. Atualmente, ela é a presidente da Academia Internacional de Informática em Ciências da Saúde.

Tema II- Inteligência Artificial na Medicina​

Pedro Pereira Rodrigues

Título: Verdades inconvenientes da Inteligência Artificial na prestação de cuidados de saúde

Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP)

Pedro Pereira Rodrigues é professor associado na Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP). Doutorado em Ciência de Computadores (2010) pela Faculdade de Ciências da Universidade do Porto, foi fundador e é o atual diretor do programa doutoral em Ciência de Dados de Saúde da FMUP. Investigador principal da linha temática de Ciências de Dados e da Decisão em Saúde e Tecnologia de Informação do Centro de Investigação em Tecnologias e Serviços de Saúde (CINTESIS), as áreas de investigação principais integram-se no grupo de Inteligência Artificial na Saúde (AI4Health) do CINTESIS, em aprendizagem computacional e modelação avançada para a investigação e apoio à decisão clínicas.

Tema III - Comunicação e divulgação científica​

Eloy Rodrigues

Título: Inovação e sustentabilidade na comunicação científica na era da ciência aberta.

Universidade do Minho

Diretor dos Serviços de Documentação e Bibliotecas da Universidade do Minho. Nas duas últimas décadas tem trabalhado na promoção do acesso aberto e da ciência aberta, tendo liderado, em 2003,  a criação do RepositoriUM e, desde 2008, coordenando a equipa da UMinho que desenvolve o projeto Repositórios Científicos de Acesso Aberto de Portugal (www.rcaap.pt).

Membro do EUA Expert Group on Open Science, em representação do Conselho de Reitores das Universidades Portuguesas.  Foi Presidente do Conselho Executivo da Confederation of Open Access Repositories (COAR), entre 2015 e 2021.

É membro do Executive Board do OpenAIRE AMKE e do Comité Consultivo da SciELO Portugal.

Tema IV – Médicos-cultural, memória, identidade e património

João Luís Barreto Guimarães

Título: A experiência do ensino de Introdução à Poesia a estudantes de Medicina

Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar da Universidade do Porto

Nasceu no Porto, Portugal, em Junho de 1967. Poeta, tradutor, médico e professor de Introdução à Poesia no ICBAS/UP. Escreveu 12 livros de poesia, os primeiros sete reunidos em “Poesia Reunida” (Quetzal, 2011), ao qual se seguiram “Você está Aqui” (Quetzal, 2013), traduzido em Itália, “Mediterrâneo” (Quetzal, 2016), Prémio Nacional de Poesia António Ramos Rosa, publicado em Espanha, Itália, França, Polónia, Egipto, Grécia, Sérvia e Estados Unidos onde recebeu o Willow Run Poetry Book Award 2020; “Nómada” (Quetzal, 2018), também editado em Itália, Espanha, Chéquia e Egipto, Prémio Livro de Poesia do Ano Bertrand e Prémio Literário Armando da Silva Carvalho. Em 2019 editou a antologia “O Tempo Avança por Sílabas”, também publicada na Croácia, Macedónia e Brasil, à qual se seguiram “Movimento” (Quetzal, 2020), Grande Prémio de Literatura dst, traduzido na Macedónia, “Aberto Todos os Dias” (Quetzal, 2023) e “Poesia Reunida” (Quetzal, 2023). Foi galardoado com o Prémio Pessoa 2022.

inscrições

Até 13 de setembro
de 2023

GERAL
100€

ESTUDANTE
30€

(Não inclui jantar)

De 14 de setembro até 15 de outubro de 2023

GERAL
160€

ESTUDANTE
50€

(Não inclui jantar)

LOCAL

Morada
Faculdade de Letras da Universidade do Porto
 

Via Panorâmica Edgar Cardoso s / n

4150-564 Porto

Contactos

Presidente de honra

Zeny Duarte

Universidade Federal da Bahia – Instituto de Ciência da Informação

COMISSÃO ORGANIZADORA

Armando Malheiro da Silva

U.Porto - Faculdade de Letras
CITCEM

Fernanda Gonçalves

U.Porto - Faculdade de Engenharia
Centro Hospitalar Universitário de São João, Porto

Fernanda Ribeiro

U.Porto – Faculdade de Letras
CITCEM

Henrique Cyrne de Carvalho

UPorto - Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar

Ricardo Cruz Correia

U.Porto – Faculdade de Medicina
CINTESIS

comissão científica

Alzira Tude de Sá

Universidade Federal da Bahia, Brasil

Ana Azevedo

Universidade do Porto – Faculdade de Medicina

Ana Isabel Veloso

Universidade de Aveiro

Ana Lúcia Terra

Universidade de Coimbra – Faculdade de Letras

Ana Margarida Almeida

Universidade de Aveiro / Altice Labs

Ania R. Hernández Quintana

Universidad de La Habana, Cuba

Carlos Gomes

Escola Superior de Saúde Norte da Cruz Vermelha, Porto

Carlos Guardado

Universidade de Lisboa – Faculdade de Letras

Carmen Abreu

Universidade do Porto – Faculdade de Letras

Carolina Magalhães

Universidade Federal da Bahia, Brasil

Denise Braga Sampaio

Universidade Federal da Bahia, Brasil

Felisbela Lopes

Universidade do Minho

Francisco Carlos Paletta

Universidade de São Paulo, Brasil

Gabriel David

Universidade do Porto – Faculdade de Engenharia

Ieda Pelógia Martins Damian

Universidade de São Paulo, Brasil

Isa Maria Freire

Universidade Federal da Paraíba, Brasil

Isabel Dias

Universidade do Porto – Faculdade de Letras

Jaqueline Silva de Souza

Universidade Federal do Vale de São Francisco, Brasil

João Manoel Miranda

Memorial Sloan Kettering Cancer Center – EUA

Jorge Revez

Universidade de Lisboa – Faculdade de Letras

José Antonio Moreiro González

Universidad Carlos III de Madrid, Espanha

José Azevedo

Universidade do Porto – Faculdade de Letras

José Carlos Sales Santos

Universidade Federal da Bahia, Brasil

José Cláudio Alves de Oliveira

Universidade Federal da Bahia, Brasil

Lidiane Carvalho

ICICT / FIOCRUZ, Brasil

Luís Borges Gouveia

Universidade Fernando Pessoa

Márcio Bezerra da Silva

Universidade de Brasília, Brasil

Maria Beatriz Marques

Universidade de Coimbra – Faculdade de Letras

Maria Cristiane Barbosa Galvão

Universidade de São Paulo, Brasil

Maria Elisa Cerveira

Universidade do Porto – Faculdade de Letras

Maria Inês Peixoto Braga

Instituto Politécnico do Porto – ISCAP

Maria João Antunes

Universidade de Aveiro

Maria Manuel Borges

Universidade de Coimbra – Faculdade de Letras

Maria Manuela Pinto

Universidade do Porto – Faculdade de Letras

Mariângela Rebelo Maia

Universidade Santa Úrsula, Brasil

Martha Sabelli

Universidad de la Republica – Facultad de Información y Comunicación, Uruguay

Milena Carla Lima de Carvalho

Instituto Politécnico do Porto – ISCAP

Natanael Sobral

Universidade Federal de Pernambuco, Brasil

Olívia Pestana

Universidade do Porto – Faculdade de Letras

Óscar Mealha

Universidade de Aveiro

Pedro Vilas Boas Tavares

Universidade do Porto – Faculdade de Letras

Ricardo Coutinho

Universidade Federal da Bahia, Brasil

Ronaldo Jacobina

Universidade Federal da Bahia, Brasil

Salim Silva Souza

Instituto Federal de Sergipe, Brasil

Sérgio Franklin

Universidade Federal da Bahia, Brasil

Teresa Silveira

Fundação Bial, Porto / Universidade do Porto – Faculdade de Engenharia

Tonya Duarte

Universidade Federal da Bahia, Brasil

Vasco Ribeiro

Universidade do Porto – Faculdade de Letras

Viviana Fernández Marcial

Universidade do Porto – Faculdade de Letras

Wagner Miranda Gomes

Universidade Federal da Bahia, Brasil

ORGANIZAÇÃO